Na Mídia

SEGUNDAS INTENÇÕES – PROGRAMA 2 – SEXO: O QUE TE DÁ PRAZER – 17/10/16


Uma repórter em busca do squirt perfeito

Hey, você, já teve um squirt ou fez uma mulher ejacular alguma vez na vida? Nem eu até fazer esta reportagem, na qual entrevistei especialistas e fui cobaia da técnica White Tiger, que promete litros de ejaculação feminina.

A ejaculação feminina é um mistério tão grande que faz leigos e doutores duvidarem de sua existência. Foi justamente da descrença de alguns relatos que surgiu a ideia de pauta para esta matéria, afinal na minha cabeça era uma proeza sexual restrita às poucas mulheres que têm algo “mágico” em sua anatomia pélvica ou que treinam pompoarismo. No Brasil o termo mais popular nas buscas do Google relacionadas ao assunto é “squirt”, verbo no infinitivo em inglês que significa “esguichar”. O termo “ejaculação feminina” é apenas uma aproximação do fenômeno masculino e aqui vemos a humanidade como sempre mostrando sua má vontade com o prazer das mulheres.  CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI.


Aprendi como fazer massagem tântrica num curso em grupo e mergulhei no universo do tantra. Chorei, sorri e gozei muito.

Que tal sentir todo o prazer que seu próprio corpo pode te oferecer, além de proporcionar ao parceiro sensações deliciosas, nunca antes experimentadas? Iluminar-se com o fato esquecido de que sua sexualidade está fortemente ligada a diversos tipos de sentimentos, ações e acontecimentos. Curar-se de distúrbios sexuais — ou até mesmo perceber que eles não existem de fato.

Contemplar o corpo do outro com respeito e amor. Admitir que a sexualidade da mulher é altamente oprimida e vê-la elevada a um patamar sagrado. Ter orgasmos intensos e com squirt. Superar tabus. Todos esses resultados são caminhos aonde o Tantra pode te levar — ou não. E algumas dessas premissas se colocaram…CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI.

Por:
Natasha Vilarino
Natasha Vilarino é jornalista e, bem, acha que isso não diz muito sobre ela. E que falar de si mesmo em terceira pessoa é horrível. Por aí, fazendo jornalismo sexual, libertário e, claro, alternativo.

error: Content is protected !!
Converse no WhatsApp

Facebook